Quando procurar ajuda psicológica?

Quando um indivíduo passa por algum problema, sempre tem uma pessoa que diz: “Você precisa de um terapeuta“. E também são frequentes aqueles  que, no senso comum, fazem às vezes de um psicólogo, ouvindo os problemas e as aflições de amigos e familiares. Mas quando procurar a ajuda de um profissional da psicologia?

Este foi o tema da entrevista concedida pelo psicólogo Carlos Esteves, membro do NTCR-C, ao programa Revista Curitiba, da ÓTV. Em um bate-papo descontraído, Esteves explicou que as pessoas procuram um terapeuta quando estão passando por uma situação que lhes causam sofrimento e estão diante de um problema com o qual não conseguem mais lidar sozinhas. Segundo ele, o indivíduo chega a um psicólogo por recomendação ou indicação, mas o profissional certo é aquele com quem se cria uma empatia.

Esteves também esclareceu que é errado que as pessoas se tornem dependentes do seu terapeuta. O objetivo é fazer com que cada um seja capaz de lidar com as suas dificuldades. Outro ponto levantado pelo entrevistado foi sobre aquele “amigo-psicólogo”, que, além de ouvir os problemas de outra pessoa, dá conselhos. Para ele, é uma atitude muito arriscada, pois a consequência do conselho cairá sobre o aconselhado.

Confira toda a entrevista aqui.

Anúncios