Briga entre irmãos

 

brigas-entre-irmaosDurante a infância, as brigas entre irmãos são mais comuns do que as pessoas imaginam. Mas se a rivalidade não termina quando eles ingressam na vida adulta, podemos estar diante de um problema. Em entrevista ao jornal Gazeta do Povo, o psicólogo e membro do NTCR-C Carlos Esteves explica que existem três classes gerais de comportamento na relação fraternal: competição, colaboração e compartilhamento. Segundo ele, os pais ocupam uma posição chave para o desenvolvimento saudável destes repertórios. O excesso da classe de comportamento de competição e a pobreza nas classes de colaboração e compartilhamento podem indicar um repertório geral disfuncional, inclusive com comprometimento nas relações interpessoais de forma abrangente.

 

A matéria “Vivendo às turras”, assinada pelo repórter Luan Galani, traz também a história de pessoas que, cada qual por seu motivo, não têm um bom relacionamento com seus irmãos. Você pode ler o texto da Gazeta do Povo na íntegra clicando aqui.

Anúncios