Envelhecimento

Happy Senior CoupleO programa Viver Mais, da RIC TV, abordou o tema envelhecimento. Segundo a reportagem, o número de idosos cresceu 55% de 2001 a 2011 no Brasil e a expectativa de vida passou dos 68 para 74 anos. A porcentagem de idosos na população brasileira já é de 12% e só tende a crescer, pois há cada vez mais pessoas vivendo por mais tempo.

Um fato interessante levantado pelo programa é que as famílias estão diminuindo o número de filhos, o que significa que quando envelhecemos temos ainda mais tempo para fazer nossas coisas, viver. Para saber viver da melhor forma essa etapa da vida, o psicólogo comportamental e membro do NTCR-C, Carlos Esteves, explica que o viver bem significa fazer coisas que produzam consequências agradáveis. “Isso vai requerer um autoconhecimento e uma grande capacidade de adaptação”, diz.

Esteves destaca que é preciso saber lidar com a perda da autonomia, conquistada ao longo da vida e que, agora, volta a regredir. Segundo ele, manter a mente e o corpo sãos ajudam a manter essa autonomia. “Vou perdendo visão, audição e eu preciso lidar com isso. O próprio organismo vai ficando mais flácido, então exercícios físicos e estimulações tendem a ajudar essa questão física. E a outra grande área é relações sociais, relações interpessoais. Nós devemos pensar sobre a velhice. Eu preciso me preparar para este momento”, afirma o psicólogo.

Muitos grupos de idosos já adotam essas práticas no seu dia a dia, convivendo de forma saudável com a família, frequentando academias, fazendo exercícios físicos e tudo isso aliado às amizades e socialização com diferentes pessoas – práticas fundamentais para viver de forma saudável. Mas, para pessoas com mais de 60 anos, alguns exercícios são mais recomendados. Alongamentos e musculação são os mais trabalhados, pois permitem uma melhor desenvoltura do corpo e repõem a perda de massa muscular, cuja perda tende a ser maior.

O segredo do envelhecimento se mostra simples: não parar nunca. Ir à academia, caminhar, participar de cursos, conversar ou fazer qualquer outra atividade que não seja ficar parado em casa permite uma vida cada vez mais saudável e independente.

Anúncios