Amores inusitados

amores inusitadosÉ verdade: o amor não tem data nem lugar marcados para chegar. No domingo, 9, o jornal Gazeta do Povo trouxe uma matéria sobre histórias de amor inusitadas. Conhecemos casos de pessoas que se conheceram na emergência de um hospital, em uma aula de mergulho, no trânsito.

A reportagem ouviu o psicólogo Carlos Esteves, membro do NTCR-C. Ele explicou que, quando uma pessoa sai para um bar, por exemplo, com o objetivo de encontrar um par, é normal que ela fique ansiosa, perdendo a naturalidade. “É muito mais fácil conversar e reagir sem aquela cobrança de conquistar alguém. Por isso, a melhor sugestão ainda é estar disposto a fazer novas amizades, retribuir um sorriso, abrir-se para o novo”, afirmou o psicólogo ao jornal.

A matéria completa e a história de casais que se encontraram de modo inusitado podem ser conferidas aqui.

Anúncios