Namoro na infância?

meu primeiro amor

O filme “Meu primeiro amor” marcou a vida de muita gente que, assim como o inocente casal protagonista, descobriu o amor na infância. E é assim que os “namoros da infância” devem ser – inocentes. Isso porque na infância o namoro nada mais é do que uma grande amizade. Sobre este tema, o psicólogo Carlos Esteves, membro do NTCR-C, concedeu uma entrevista para o portal Ig Delas.

Para Esteves, os pais devem, claro, ficar atentos quando a criança revelar que “está namorando”. E, mais do que isso: é preciso explicar aos pequenos a diferença entre namoro e amizade.

“Os pais precisam diferenciar as relações, porque senão a criança se confunde e não aprende o verdadeiro conceito de namoro. Tudo deve ser explicado de acordo com a maturidade dela para que não seja um ensinamento precoce. Outro caminho é lembrar que meninos e meninas podem se relacionar como amigos, sem precisar chamar isso de um namoro”, disse na entrevista.

Punir e proibir, segundo Esteves, não são as soluções corretas. Novamente, o psicólogo reforçou a ideia de que o melhor caminho é o diálogo entre pais e filhos.

Você pode ler a matéria completa sobre namoro na infância no site Ig Delas.

Anúncios